Agosto Dourado

17/08/2019 | Dicas de Saúde

Os benefícios do leite materno vão do aumento da imunidade ao melhor desenvolvimento da inteligência no indivíduo. Incentivar a amamentação é compromisso de todos.

Estímulo ao vínculo afetivo entre mãe e bebê, aumento da imunidade, auxílio no desenvolvimento da fala e do quociente de inteligência (QI) da criança. Estes são apenas alguns dos incontáveis benefícios do aleitamento materno para a vida do indivíduo. Esse tema é tão importante, que deu origem a um calendário mundial especial para a sua promoção e apoio. É o Agosto Dourado, mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.

Este ano, a campanha fala não apenas com as mães, mas com toda a sociedade. Todos nós, amigos, vizinhos, empregadores, médicos e parceiros da puérpera temos compromisso com a amamentação. É isso o que o Agosto Dourado quer mostrar em 2019. De nada adianta a mãe se preparar para o aleitamento, se o empregador for inflexível com os horários dela, se a intimidamos quando amamenta o filho em lugar público ou se o médico a manda interromper a amamentação ao primeiro sinal de "empedramento" do leite, por exemplo. 

Para tentar ajudar na conscientização de mães e da sociedade sobre a importância do aleitamento materno, separamos aqui alguns dos benefícios cientificamente comprovados na vida do indivíduo, na infância, na adolescência e até na fase adulta. Confira.

Você sabia que:

  • Diferente dos demais tipos de leites, o materno contém todas as proteínas, gorduras, vitaminas, açúcares e água que uma criança precisa para se desenvolver, além dos anticorpos e glóbulos brancos que previnem as infecções e as doenças?
  • A amamentação exclusiva por quatro a seis meses pode reduzir em 33% a incidência e a gravidade de dermatite atópica em crianças com história familiar de alergia?
  • A amamentação por pelo menos três meses pode reduzir a hospitalização de crianças por doenças infecciosas?
  • A amamentação por seis meses ou mais pode prevenir 14% a 19% dos casos de leucemia infantil?
  • O apoio do pediatra é fundamental para a continuidade do aleitamento materno além de 12 meses?
  • O aleitamento materno está associado com o melhor desempenho nos testes de inteligência (3,44 pontos) em crianças, adolescentes e adultos?
  • Crianças amamentadas têm risco 35% menor de ter diabetes tipo 2 e 13% menor de ter sobrepeso/obesidade?

Resumindo em poucas palavras: o leite materno é a melhor fonte de nutrição para o bebê. É fonte de vida e o início de uma história de amor. Espalhe essa ideia.

E se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, converse com a Dra. Paula Consolin Vieira, pediatra da MedCal. Agende hoje mesmo a sua consulta pelo telefone (47) 3363-6066, WhatsApp (47) 98469-1473 ou no site pelo Agendamento Online.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (https://www.sbp.com.br/especiais/agosto-dourado/)