Saúde oral vai além das limpezas periódicas e da restauração de cáries

27/08/2019 | Dicas de Saúde

Sabe aquela história de que basta visitar o dentista a cada seis meses, fazer uma limpeza e trocar as restaurações para garantir a saúde oral? Então, isso pode ser insuficiente. E aquela outra conversa, de que se você não sente dor de dente é porque está tudo bem? Pode esquecer também.

Neste post, com a ajuda do nosso especialista Dr. Gustavo Zanardi, a gente desfaz esses mitos e explica que a odontologia vai muito além da estética e das restaurações. 

"Muitos pacientes relatam que o dentista realiza restaurações frequentemente e aí acreditam estar recebendo o tratamento adequado", conta Dr. Zanardi. "Na realidade, é preciso questionar o profissional. O diagnóstico oral vai além da estética: é necessário entender os motivos da doença cárie, periodontal e de desgaste mecânico, como o bruxismo, ou químico, causado por refluxo gastroesofágico", explica.

Ao invés de restaurar repetidamente os dentes – ou fazer obturações, como são popularmente conhecidas as restaurações –, é fundamental tentar reverter a instalação das doenças. Para isso, existem procedimentos que implicam o reequilíbrio do pH salivar, a eliminação da gengivite, associada ou não à perda óssea, e a remineralização dental e biológica dos dentes, entre outros tratamentos capazes de impedir o surgimento de doenças bucais comuns.

Dr. Zanardi alerta que a odontologia deve entregar função e saúde oral, ambas diretamente relacionadas ao bem-estar do paciente e com reflexos possíveis em questões estéticas.  

Confira abaixo alguns dos tratamentos complementares que devem ser considerados nas visitas ao dentista, mesmo que o paciente não se queixe de dor ou desconforto:

  • Orientação de higiene oral personalizada
  • Raspagem supragengival com ultrassom
  • Profilaxia (limpeza) com cristais de perlita
  • Tratamentos de problemas de oclusão/mordida capazes de levar a problemas de disfunção temporomandibular (DTM), gerando dores de cabeça, cansaço ao falar e ao mastigar; a lesões cervicais não cariosas (LCNCs), mais conhecidas como recessão gengival; e ao desgaste dos dentes e à consequente perda da estética e função do sorriso
  • Tratamento e prevenção da corrosão dental, integrado com a Gastroenterologia.

"Todos esses tratamentos têm bases científicas e clínicas. Eles compõem um diagnóstico completo e preventivo da saúde oral, ajudando a evitar que o paciente retorne com novas lesões de cárie, sinais de doença periodontal e de desgaste dental", afirma o Dr. Zanardi. "Também na odontologia, a prevenção é sempre o melhor caminho. E prevenção não significa simplesmente visitar o dentista a cada seis meses para uma breve limpeza", resume.

Marque hoje mesmo a sua consulta com um de nossos especialistas em saúde oral pelo telefone (47) 3363-6066, WhatsApp (47) 99696-8174 ou no site pelo Agendamento Online.