Cirurgia Refrativa

21/05/2019 | Dicas de Saúde

Estatísticas recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que cerca de 30% da população com até 40 anos de idade necessita – ou precisará – usar óculos ou lentes para corrigir erros de visão conhecidos como refração, como miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia. Com os avanços da medicina oftalmológica e a capacitação dos médicos especialistas, a cirurgia refrativa corneana transformou-se em uma excelente alternativa para corrigir de maneira definitiva esses problemas de visão. Além disso, tornou-se economicamente mais viável do que alguns anos atrás.

Mas será que essa técnica funciona para qualquer caso? Há indicações específicas? Quem pode realizar a cirurgia refrativa?

Com a ajuda do oftalmologista Dr. Pedro Paulo Werner, da MedCal, especialista em cirurgia refrativa, tentamos responder aqui embaixo a algumas das principais dúvidas mais comuns sobre o procedimento.

Como é feita a cirurgia?

O olho do paciente é anestesiado com colírio, usamos um aparelho que se chama Excimer Laser, que faz uma alteração na superfície ou em camadas da córnea do paciente, alterando a curvatura da córnea e corrigindo assim o grau de cada um dos seus olhos. É uma cirurgia indolor e dura de 10-12 minutos, para realização em ambos os olhos.

Quem pode fazer essa cirurgia?

O paciente deve ter, no mínimo, 18 anos, e ter o grau estabilizado. Suas córneas devem ser normais (córneas não muito finas, muito curvas ou muito planas, por exemplo). O exame minucioso realizado pelo médico oftalmologista, somado a exames complementares, vai determinar se paciente está apto à cirurgia refrativa e ajudar a definir qual a melhor técnica cirúrgica.

A cirurgia pode ser feita em pessoas com o grau baixo?

Geralmente, a cirurgia pode ser realizada em pessoas com mais de um grau de miopia, astigmatismo ou hipermetropia. Mas, sempre é necessário avaliar cada caso.

Quem tem dois problemas, como miopia e astigmatismo, por exemplo, pode fazer a cirurgia?

Sim. É possível corrigir dois erros de refração pela cirurgia refrativa, sempre respeitando os limites de grau.

Nunca mais vou precisar usar óculos?

Quando o paciente é operado antes dos 40 anos, fica praticamente independente dos óculos até essa idade. Isso acontece porque, após os 40 anos acontece a chamada presbiopia, que é a necessidade de óculos para perto, mesmo que a visão de longe continue boa. A cirurgia refrativa a laser também serve para corrigir a presbiopia. Se o paciente usa óculos para longe e perto (multifocal e/ou bifocal) também pode se beneficiar com a cirurgia refrativa.

Quer saber mais sobre esse procedimento corretivo? Agende hoje mesmo uma consulta com nosso especialista, Dr. Pedro Paulo Werner, pelo site da MedCal ou através do telefone (47) 3363-6066.